Graphic Service Team Graphic Service Team  
Graphic Service Team Graphic Service Team Graphic Service Team Graphic Service Team Graphic Service Team Graphic Service Team Graphic Service Team


Artigos

A utilização do condutivímetro na indústria gráfica
-----------------------------------------

Limpeza e Conservação das Chapas de Alumínio Offset
-----------------------------------------

O fenômeno fantasma químico na impressão offset.
-----------------------------------------

Consultoria técnica – Ciagraph
-----------------------------------------

Treinamento Gráfica Paulus
-----------------------------------------

GST - Graphic Service Team

Limpeza e Conservação das Chapas de Alumínio Offset

Editor GSTbr - 25/03/2011

 

Limpeza e Conservação das Chapas de Alumínio Offset

Atualmente o mercado gráfico de offset utiliza, na sua totalidade, como matrizes de impressão basicamente chapas de alumínio com tecnologias de tratamento superficial e de emulsionamento diferentes para cada tipo de processo e aplicação como, por ex., para chapas analógicas e digitais e ainda em função dos diversos fabricantes.

No decorrer da impressão, na maioria dos casos, as chapas recebem tratamentos químicos com produtos, com diversas a finalidade, como remover oxidações, gorduras, riscos, etc. Estes produtos são os chamados limpadores ou ativadores de chapa, branquinho, “leite de cabra”, dentre outras nomenclaturas.

De acordo com a tecnologia da chapa, esses produtos químicos podem apresentar características físico-químicas diferentes indo, por ex., de um produto com pH ácido a um produto com alta concentração de agentes abrasivos. Estes agentes diferentes podem ocasionar um desgaste prematuro da área de grafismo da chapa, sobretudo quando utilizado de maneira incorreta. Isso ocorre quando o produto químico é aplicado com excesso de força ou aplicado por diversas vezes sobre a chapa. O efeito do desgaste é visualizado, claro, primeiramente nas áreas reticula de mínima.

Mudando alguns procedimentos, porem, é possível reduzir esses problemas ou até mesmo eliminá-los, conforme sugestões abaixo:
- Limpar sempre a chapa com água e depois com o solvente;
- Utilizar os limpadores somente nos locais que apresentarem problemas gordura ou oxidação;
- Utilizar o limpador adequado de acordo com a tecnologia da chapa, recomendação do fabricante ou experiência prática da própria gráfica.
- Em caso de arquivamento da chapa para posterior reutilização, após a o término da impressão e retirada da chapa da impressora offset, procurar sempre limpá-la, da melhor maneira para evitar que a tinta, secando nas áreas de contra grafismo possa ocasionar a chamada “força” quando for utilizada novamente.
- Aplicação de uma fina camada de goma arábica, melhor a natural que a sintética, com 4° ou 8°Bé, em função do tipo de tecnologia da chapa, com o objetivo de proteger a superfície de oxidações indesejadas.

Seguindo essas simples sugestões, a vida útil da chapa poderá ser maior e o padrão de qualidade de reprodução da imagem não será comprometido prematuramente.


Veja mais dicas:

25/03/2011 - A utilização do condutivímetro na indústria gráfica

25/03/2011 - O fenômeno fantasma químico na impressão offset.

12/04/2010 - Consultoria técnica – Ciagraph

12/04/2010 - Treinamento Gráfica Paulus

[ Veja todas ]





Graphic Service Team COPYRIGHT ® 2009 - GST Graphic Service Team - Todos os direitos reservados
É proibida a reprodução total ou parcial das informações, imagens e marcas deste site.
Av. João Paulo Ablas, 777 - Jd. da Glória - Cotia - SP - CEP 06711-250